quinta-feira, 17 de outubro de 2013

AULA DE BORDADO LIVRE A MAQUINA - cap 1

Capítulo I – ASSIM CONHECI A MARGARIDA

Foi uma conspiração do destino ou de anjinhos da guarda? Acredito mais nos últimos.

Fui à loja de aviamentos (armarinho) procurar linhas para o bordado livre a maquina que estou tentando aprender.

Levei uma amostra do bordado para poder explicar à dona da loja a finalidade do fio.

A loja estava lotada e eu esqueci a amostra no carro. Voltei, ao carro, para pegar o trabalho.

Chegando novamente à loja ela estava milagrosamente vazia e, apenas uma senhora, comprava linha para bordar richelieu a maquina.

Começamos a conversar e, desta forma, conheci a Margarida. Uma verdadeira flor. Simples, delicada, extremamente habilidosa e generosa. Ela se dispôs a me mostrar como é o processo do bordado livre a maquina.

Estas toalhas de altar são para uma capela e era o trabalho que, na casa dela, esperava o cliente. Deu-me, a Margarida, autorização para fotografar e publicar aqui no blog. Se alguém se interessar pelo trabalho é só entrar em contato comigo, via email, que direciono, ok?









Este trabalho foi feito sem colocar entretela (estabilizador) e sem bastidor, nesta máquina simples.


Curiosamente, o richelieu, é o único, dos muitos que ela faz, que não me apeteceu (ainda) aventurar fazer. 

Contou-me que aprendeu a arte  menina e, desde então, não parou mais.

E, no próximo capitulo (post), eu contarei e mostrarei fotos, da aula preciosa que tive com ela, uma das grandes alegrias desta semana.

13 comentários:

  1. Ai, que arte maravilhosa, Egléa.

    Minha avozinha bordou muito e muito richelieu. Tenho ainda a minha vira do batizado e algumas toalhas.

    beijinhos, e tenha um lindo dia,

    Lígia e =ˆˆ=

    ResponderExcluir
  2. Fez muito bem! Boa aprendizagem! :)
    Abraço: Palkó

    ResponderExcluir
  3. Olá,Egléa!
    Lindo...minha mãe fazia esta arte e eu não aprendi.
    Um beio no seu coraçaõ,
    Nena

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainda há tempo, o difícil é quem ensine, não é?
      Um abraço!

      Excluir
  4. Egléa,
    não existe coincidência, assim acredito eu!
    O que existe é a conspiração do Universo - Deus- Anjos, o que você acreditar - para que pessoas possam se encontrar e passar os seus conhecimentos para os outros...
    Sucesso..
    abraços de MF

    ResponderExcluir
  5. O enxoval de minha mãe tinha peças de richelieu bordadas por ela... depois a correria da vida impediu que ela continuasse com esse tipo de bordado que eu acho primoroso, lindo demais!
    Coisa boa vc ter encontrado a Margarida!
    ;)

    ResponderExcluir
  6. Bom dia! Adoraria aprender o bordado Rechillieu a maquina. Tenho procurado uma mestra por muito tempo. Gostaria muuuuuito de ter um contato com ela.
    meu e-mail é adelaide.rosalem@gmail.com.
    Agradeço muito a atenção. adelaide

    ResponderExcluir
  7. rozimar leite de vasconcellos11 de outubro de 2014 00:12

    Sou louca para aprender, quando era bem nova aprendi com uma professora excelente aqui em São João Nepomuceno mas não pratiquei.

    ResponderExcluir
  8. gostaria do email me interessei oelas peças litúrgicas

    ResponderExcluir
  9. Oi, por favor, pra esse tipo de bordado a máquina tem que ser própria para bordado ou qualquer máquina de costura? Obrigada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei, Geny!
      Escrevi três posts no meu blog falando deste bordado. Dê uma olhada lá. Se ainda tiver alguma dúvida pode perguntar. Abaixo estão os links:

      http://www.jeitomineirobordados.com.br/2016_02_01_archive.html

      http://www.jeitomineirobordados.com.br/2016/03/como-bordar-com-maquina-de-costura-2.html

      http://www.jeitomineirobordados.com.br/2016/03/como-bordar-com-maquina-de-costura-3.html

      Um abraço!

      Excluir

Obrigada pela visita!
Seu comentário é importante para mim!
Um abraço
Egléa