sábado, 25 de outubro de 2014

FLORES BRANCAS PERFUMADAS e BRINCANDO COM A CHICA

Bastou uma chuvinha e, esta semana, ela se encheu de flores e inundou o quintal e a oficina de perfume.


Não sei o nome desta arvorezinha nativa. Já ouvi chamarem-na de “falsa goiabeira” por causa da semelhança das folhas.


Sei apenas que,  uma vez por ano, por um ou dois dias, as abelhas e eu nos apaixonamos perdidamente pelas suas pequenas e perfumadíssimas flores.



E neste estado de paixonite, brinco com a Chica:


Borboletas na barriga...
sinalizam novo amor acontecendo.


Ah, esqueci de contar uma coisa muito importante:

 HOJE ESTÁ CHOVENDO!!!!!

Bom fim de semana! 

quinta-feira, 23 de outubro de 2014

O OUTONO BRASILEIRO EM CARTÕES POSTAIS DE TECIDO

No início desta atípica primavera com secura de inverno e altas temperaturas de verão bordamos o outono brasileiro (região sudeste).

10cm x 15cm
A inspiração veio das árvores, do nosso quintal e das que observo, incansavelmente, cada vez que saio de casa ou viajo.

Serra da Canastra/MG - Área do Parque
 Curral de Pedras
Uma pequena série, com o mesmo tema. Como irmãos de uma mesma gestação são parecidos, mas, cada qual, uma vez que bordados um a um, tem suas pequenas particularidades. 

Tecidos foram pintados especialmente para os céus azuis do nosso outono/inverno.

10cm  x  15cm

Alguns deles participaram da troca de cartões que mostrei aqui e aqui  e os outros estão a espera de quem por eles se encante.  Ou talvez a espera da vitrine da loja virtual que ando sonhando...


O tema dos próximos? Primavera e Natal, certamente!


segunda-feira, 20 de outubro de 2014

E A CHUVA FINALMENTE CHUVOU!

Para nosso alívio ela veio.
Um pouquinho no sábado. Mais um pouquinho, desta vez mais caprichado, no domingo.
Insuficiente para abastecer nascentes, insuficiente para encher rios, lagoas e represas. Foi só um “refresco” mas foi recebida com agradecimentos, palmas, muitos suspiros da mais pura felicidade e esperança de que mais virá.

sábado                                                          domingo
 Nosso quintal estava morrendo. A necessidade de economizar água nos impedia de molha-lo e o coração sangrava vendo as plantas, aos poucos, secarem.
O gramado praticamente desapareceu...
Estas duas chuvadinhas vão ajudar muito. 

No final da tarde, depois das pancadinhas de chuva, era este o sol...


Lindo e assustador. Eu juro que me esforcei bastante para  ver, nessa beleza, somente bons presságios.

Boa semana e... mais chuva para nós!