domingo, 9 de março de 2014

PEÇA PARA ZIGZAG ANTIGA II

Embalada pelo barulhinho da chuva no telhado consegui, finalmente, fazer a peça antiga de zigzag  funcionar.
Enquanto me divertia imaginava que, há uns 60 anos atrás, alguma mulher, em estado de puro encantamento,  se maravilhava com a tecnologia e a possibilidade de fazer, não só o zigzag mas, “vários” outros pontinhos.
E mais, estes “vários" pontinhos poderiam ser combinados entre si e executados em três (!) tamanhos diferentes e muitas larguras dependendo da regulagem que se desse ao ponto. Um assombro!
Um aparelho fantástico, para a época, e uma mão na roda para as costureiras de então. Os resultados compensavam a trabalheira do tira e põe o aparelho, regula daqui, regula dali...
Aí vieram as maquinas que fazem zigzag só girando algum botão e, as mais modernas, podiam ainda, com a troca simples de alguns discos, fazer pontinhos decorativos. Um luxo!

Agora, existem as que, eletronicamente, enfiam a linha na agulha, recarregam a bobina, cortam o fio e, isto tudo sem falar, nas centenas de pontinhos que fazem e nas que bordam “sozinhas”...

Se pudesse vê-las, o que pensaria então, a maravilhada senhora que, um dia no passado, se achou a mais privilegiada das costureiras por possuir este obsoleto e rudimentar aparelho de fazer zigzag ?

O que pensará uma senhora, lá pelo ano 2074 que, numa tarde de chuva, se encontrar frente a frente com nossas maravilhosas maquinas de costura e bordado eletrônicas de hoje?

Viva a tecnologia e muito obrigada a Heather e Salete que me enviaram endereços eletrônicos para tentar conseguir o manual e, obrigada principalmente a Noemia Pyles que, pacientemente, escaneou e me enviou o manual (em português!!!!).
O aparelho não havia funcionado, da primeira vez que o testei, simplesmente  por falta de lubrificação...

6 comentários:

  1. Que legal, Egléa,

    Para cada época, seu encantamento!!!

    Adorei conhecer como esses pontinhos eram feitos no passado!!

    Essa peça é mesmo um tesouro, ainda hoje e acho que sempre será, assim como nossas modernas máquinas também serão daqui a 60 anos....(agora já tenho uma máquina...hehehee...comprei...)

    Tenha um ótimo finzinho de domingo,

    beijinhos,

    Lígia e =^.^=

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E, se pensarmos bem, a evolução foi rápida, não é? Ainda bem!
      Um abraço!

      Excluir
  2. Ca c'est vraiment vieux bon après-midi Marie-Claire

    ResponderExcluir
  3. Olá, venha participar da Troquinha flores e borboletas, entre no meu blog e se inscreva. Bjs!"!!

    ResponderExcluir
  4. Que bom que deu certo! Adorei conhecer esta peça antiga! Tenho uma Singer de 1920...aí já viu....adoro uma antiguidade!!! Um abraço.... Salete

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita!
Seu comentário é importante para mim!
Um abraço
Egléa